CB_icone_site.png

TRAMAS DA MEMÓRIA

A sessão é aberta por Rio de Memórias, realizado pelo projeto Semente Cinematográfica, na Paraíba, que nos convida a um mergulho nas memórias da comunidade quilombola Gurugi-Ipiringa (Conde/PB) e nas relações estabelecidas com a natureza. Realizado por Michele Menezes, na Bahia, o filme Michele de Michele Mesma: Narrativas de uma Mulher Sertaneja é um exercício de memória que traz consigo a beleza de um caminho marcado pela emancipação e pelo desejo de contar a própria história. Dirigido por Isael Maxakali e Charles Bicalho, Konãgxeka: o Dilúvio Maxakali foi realizado com ilustrações feitas por indígenas Maxakali durante oficina realizada na Aldeia Verde Maxakali (Ladainha/MG) a partir de um mito tradicional e dos cantos que habitam o imaginário do povo Maxakali. Em O pandeiro te conhece, realizado por jovens da comunidade pesqueira da Gamboa nas oficinas do projeto Cinema e Sal (BA), os adolescentes percebem o enfraquecimento de determinadas tradições de sua comunidade e buscam conversar com os mais velhos, afim de fortalecer a identidade local.


 

FILMES:

1. rio de memorias.jpg

Rio de Memórias [14 min]

Semente Cinematográfica | PB

 

As crianças do quilombo Gurugi-Ipiranga (Conde/PB) te convidam para uma imersão audiovisual nos rios e nas memórias da comunidade sobre um modo de vida integrado com a natureza.

2. michele de michele mesma.jpg

Michele de Michele Mesma: Narrativas de uma Mulher Sertaneja [12min]

Michele Menezes | BA

 

Narrada em primeira pessoa, a história de uma estudante universitária natural do município de Ribeira do Amparo, no semiárido baiano, revela um processo de formação e emancipação subjetiva, entre o protagonismo juvenil no seu município de origem e o Departamento de Ciências Humanas da Universidade do Estado da Bahia.

3. Konãgxeka o Dilúvio Maxakali.jpg

Konãgxeka: o Dilúvio Maxakali [14min]

Charles Bicalho e Isael Maxakali | MG

 

Konãgxeka na língua indígena maxakali quer dizer “água grande”. Trata-se da versão maxakali da história do dilúvio. Como um castigo, por causa do egoísmo e da ganância dos homens, os espíritos yãmîy enviam a “grande água”.

4. O pandeiro te conhece.jpg

O pandeiro te conhece [14 min]

Projeto Cinema e Sal | BA

 

Os jovens da comunidade pesqueira da Gamboa através desse documentário, buscam resgatar a identidade e tradições enfraquecidas na comunidade, através de um encontro de gerações entre os adolescentes e os mais velhos.